segunda-feira, 6 de junho de 2011

Maomé: um verdadeiro muçulmano? Bin Laden foi café pequeno em comparação com Maomé


Pequeno artigo de Warner sobre a hipocrisia de Obozo em dizer que bin Laden não era uma muçulmano ao anunciar a sua morte -- mesmo tendo ordenado que lhe dessem um funeral muçulmano completo!

Bill Warner: Center for the Study of Political Islam, 6 de maio de 2011
Tradução: DEXTRA

O juízo de nossos líderes sobre Bin Laden:
“Bin Laden não era um líder muçulmano... ” Barack Obama.

“Ele [Bin Laden] nunca representou o Islam. Eu na verdade questiono se ele era ou não muçulmano.” Imam Mohammad Ahmed al Sherif, Imam do Centro Islâmico de Nashville. Nashville Scene, 5 de maio de 2011.

Quando o presidente e um imam declaram que Bin Laden não era um verdadeiro muçulmano, deve ser verdade. De acordo com o establishment, devemos engolir suas declarações como a verdade completa e irmos cuidar de nossas vidas, vivendo em um mundo onde todo o Islam é bom. Estas "más" ações são cometidas por muçulmanos do tipo "Eu-sei-que-eles-estão-praticando-a-jihad-mas-eles-não-são-muçulmanos-de-verdade". Ou, mais sucintamente: um jihadista não é um muçulmano de verdade.

Sério? Um jihadista não é um muçulmano de verdade? Esta notícia vai ser uma grande decepção para Maomé, o Maomé original, o Maomé jihadista. E não nos esqueçamos do Alá jihadista.

Deveríamos declarar que todos os primeiros califas que foram companheiros pessoais de Maomé não eram muçulmanos de verdade, também? Afinal de contas, todos os quatro Califas Corretamente Guiados (os primeiros quatros líderes do Islam após a morte de Maomé) continuaram de onde Maomé parou e lançaram a jihad durante suas vidas inteiras. Eles criaram o primeiro palco do império islâmico. Por que eles praticaram a jihad? Porque eles foram ensinados pelo exemplo de Maomé.

O exemplo de Maomé foi cristalino. De acordo com a Sira, a biografia sagrada de Maomé, ele esteve envolvido em mais de 65 ações de jihad, ou, como dizemos hoje, 65 ações de terror. E isto em um período de 9 anos. Bin Laden foi café pequeno em comparação com Maomé.

Por que estão nos dizendo que Bin Laden não era um verdadeiro muçulmano? A propaganda é de que a violência não tem nada a ver com o Islam. Mas o Islam se baseia em Maomé e ele era violento de todas as formas. Eles assassinou os que se opuseram a ele, escravizou milhares e as vendeu por dinheiro para lançar a jihad, ele torturou homens atá a morte por dinheiro, torturou escravos para obter informações deles, criou uma política de estupro das mulheres kafires, etc., etc., etc. A única razão para chamar Bin Laden de não-muçulmano é que ele não lançou jihad suficiente. Opa, desculpe: terror.

Mas espere! Talvez a razão pela qual Bin Laden não era muçulmano seja que é verdade que o comportamento violento não é islâmico. E como Maomé foi muito mais violento do que Bin Laden, ficamos com a conclusão de que Maomé não era muçulmano. Ele era violento demais para ser muçulmano.

Claro: há o argumento de que Maomé simplesmente tinha a quantidade certa de violência contra os kafires (não-muçulmanos) e ele define o que é certo sobre tudo o que é islâmico. Neste caso, o imam e Barack Obama estavam errados sobre Bin Laden. Agora estamos numa encruzilhada. Maomé estava errado ou Obama e o imam? Hmmm. Vou apostar que Obama e o imam estavam errados.

Bin Laden foi um bom muçulmano no sentido de ser um bom jihadista, exatamente como Maomé, só não tão violento. Bin Laden foi o aluno e Maomé foi o mestre.


Clique aqui e siga o De olho na Jihad no Twitter   
A cópia das notícias aqui vinculadas é livre, já que em grande maioria não são de nossa autoria. Os textos de nossa autoria passarão agora a serem classificados como “Editorial”. Portanto, por questão de justiça e honestidade intelectual, pedimos que ao copiar nossos textos cite-nos e também cite a fonte na qual coletamos as informações.

4 comentários:

Bin Landen não foi nada mais do que um "bom" mulçumano. Aliás os mulçumanos consideram "infiéis" não apenas os não islâmicos mas tam´bem todo aquele que embora professando tal fé insistem em ser "moderados", ou seja, os que não leva a sério o lado violento do Islam.

A "cultujra" muçulmanos é assim mesmo. Falsidade, dissimulação. Está na sua gênesi e sua genética.
O articulista se esqueceu de outra coisa: os terroristas alem de vagabundos são mulherzinhas, muitos deles vestem-se com roupas femininas para driblarem os soldados israelenses, além de covardes: colocam-se atras de mulheres e crianças para atirarem nos valorosos soldados isralenses.
So povos doentes se rendem a esses otários!

O grande problema é o Estado de Israel. Enquanto eles continuarem com as polítcas nazi-facista o povo de Israel e Palestino não terão paz. Felizmente se aproxima a criação do Estado Palestino.

Estude um pouco a História de Israel e da «Palestina» e deixe de debitar propaganda absurda. Israel não tem nem nunca teve parceiro para a Paz! Os muçulmanos apenas querem destruir Israel.

Postar um comentário

Termo de uso

O Blog De Olho na Jihad não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio, os que estiverem em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

As opiniões expostas não representam o posicionamento do blog, que não se responsabiliza por eventuais danos causados pelos comentários. A responsabilidade civil e penal pelos comentários é dos respectivos autores. Por este motivo os que comentarem como anônimos devem ter ciência de que podemos não publicar ou excluir seus comentários a qualquer momento.
Se não tiver gostado, assine, ou não comente e crie seu próprio site e conteste nossas informações.

Ao comentar o usuário declara ter ciência e concorda expressamente com as prerrogativas aqui expostas.

A equipe.

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More